Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

One happy family

Nutricionista sonhadora que vive num castelo com um Rei abastado de amor e três adora... ainda que safadas... veis princesas. É uma casa cheia de drama, risos, danças, brincadeiras e muito... AMOR.

10
Mai16

Filhadependente...

Rute Milene

Olá... o meu nome é Rute e sou "filhadependente"... sim, meus amigos, tudo começou a 19 de Agosto de 2011, aumentou a 1 de outubro de 2013 e atingiu um novo grau a 4 de janeiro de 2016. Tenho que confessar, a vida de "filhadependente" é complicada e absolutamente viciante.

 

Sou viciada no sorriso, no carinho, na voz, na gargalhada, no mau feitio e na doçura que as caracterizam...vivo para as fazer felizes, tornar confiantes e protegé-las de tudo... anseio pelos seus sucessos, lutas e felicidade...

 

Por vezes, o caminho é arduo e muito trabalhoso, mas este vicio não depende só de mim... as minhas filhas são o meu vicio... elas transformam a minha vida numa autentica montanha russa de emoções e vivências...

 

Por elas fico acordada e vigilante a cada momento de fragilidade, por elas rio e brinco mesmo com a alma "negra", por elas luto e trabalho para as ajudar a crescer... por elas construo castelos imaginários e recito poemas inventados só para ver os seus rostos iluminados, por elas não durmo (há mais de 4 anos) para as confortar nos pesadelos,  por elas assisto mil e uma vezes ao frozen só porque sim, por elas canto a plenos pulmões as músicas dos Dama e do Agir (porque elas são lindas sem makeup, Ahhhhh), por elas invento canções e histórias de embalar só para as adormecer, por elas peço mil perdões quando, com o entusiasmo, solto um grito esganiçado, por elas corro, salto, rio, choro, amo, vivo... eu sei... eu sou dependente dos seus sorrisos e beijos repenicados...

cover foto.jpg Sim... hoje e para sempre serei uma "filhadependente".

08
Mar16

Socorro... frozen, again.

Rute Milene

Desde que o Frozen entrou nas nossas vidas, sinto que se colou nas nossas entranhas... sempre que as piolhas estão por casa e sentem que já desarrumaram o suficiente, se cansaram de puzzles, bonecada e pinturas e começam a olhar o vazio, o ideal é, surpreendam-se... ver o filme da Ana e da Elsa, mais conhecido por FROZEN... e voltamos nós ao mesmo, colocar o filme a dar na TV, elas sentam-se entusiasmadas... começa o genérico...

 

"6625118_orig.jpgO Inverno gela o ar
E a chuva na montanha.
Nasceu uma força de arrasar
Que no coração se entranha.
E os corações vai cortar.
Trabalhamos sem parar,
A beleza vai mostrar
Gelo dividir..."

 

e sabemos naquele instante que as piolhas irão repetir as falas de cada uma das personagens... no entanto, depois de cantarem a plenos pulmões o "já passou" e se agarrarem às almofadas encarnando as princesas do reino de gelo, a euforia do frozen passa e correm para outras actividades e ficamos nós, tótós dos papás,  a ouvir como banda sonora da nossa casa a tristeza  e angústia destas duas irmãs... a nossa vontade é desligar a TV, mas quando estamos quase a mudar de canal, eis que surgem as cavaleiras dizendo "ó má, eu estava a ver isso"... "say what???" "anda Guiomar, vamos ver a Ana a salvar a Elsa" e enfim, lá fica a TV em modo FROZEN "non stop"...

  Frozen-Irmãs.jpg

 confesso que a história é bonita e realça a importância do amor fraternal... amor de irmãs, mais importante que o amor entre principe e princesa, tão tipico das historias infantis do meu tempo... Frozen é uma história actual, na minha geração abundavam historias com princesas, madrastas, dragões e príncipes (admito que adoro as histórias da Disney  e não me canso de as ver, de verdade, acho toda a magia da bonecada algo de maravilhoso)... mas a actualidade destas novas princesas é verdadeiramente deliciosa, no entanto, não posso deixar de realçar que é CANSATIVO ver e ouvir esta história em modo loop...

 

e viva o amor de irmãos.  

30
Jan16

Duas longas semanas...

Rute Milene

Nas duas ultimas semanas de 2015... a ansiedade do nascimento da Salomé estava iminente a cada momento dos meus dias... o receio que ela decidisse vir na noite de natal por causa da lua cheia...  ou o medo que um pontapé mais forte me rebentassem as águas, ficando eu completamente desnorteada com duas piolhas em casa e sem ter onde as deixar... e eis que chega a noite de passagem de ano e bem... o susto, a ansiedade, começam as contracções e eu para bem da minha consciência, paro, respiro fundo e relaxo... penso "Ainda não princesa, não é a tua hora, mereces um dia só teu.", enfim, pensamentos de mãe galinha...

 

Pois bem, passei de 2015 para 2016 celebrando tranquilamente por ela se aguentar no quentinho... Os três primeiros dias do ano foram exaustivos, grávida de quase quarenta semanas, com duas piolhas em casa em modo terrorista e cheiiiinhas de energia, eu e o pai com energia na ordem dos 0%... confesso, foi uma fase complicada e, convenhamos, bem difícil competir com toda aquela genica...

 

Durante essas duas semanas, eu e as minhas mini princesas estivemos bastante ocupadas... ora bem, fomos ao homecinema no minimo vinte vezes e assistimos em modo loop ao fenómeno Frozen, fomos vendedoras e compradoras no minimercado Magui onde adquirimos muita fruta e legumes de plástico e pano, fui professora e aluna num colégio distinto da nossa casita chamado de "las hermanitas", fui avó das minhas netas e fiquei responsável por lhes ler histórias de princesas, para as minhas netas..

 

Enfim, foram duas semanas intensas de actividade maternal, 100% de ansiedade e STRESS pela possibilidade de entrar em trabalho de parto a qualquer momento, desconforto gigantesco na hora de dormir, em as calçar meias, dar-lhes banho e caminhar... Subir escadas era como se escalasse o Evarest carregando 100 kg em cada perna... Foram duas semanas duras, exaustivas e verdadeiramente stressantes... a meio desse tempo a mais piquena fica doentinha,  não dorme de noite e começa o termómetro, o ben uron, a água, os lenços, o ranho, o vomitar... Durante o dia magotes de lenços espalhados pela casa, camisolas cheias de ranho, beijos ranhosos, tosses irritantes...

 

Já vos tinha dito que foram duas semanas intensas... Pois bem, é que foram mesmo INTENSAS...

A verdade...

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Em destaque no SAPO Blogs
pub